Página inicial > Notícias > Comunidade Tradicional Caiçara da Enseada da Baleia

Comunidade Tradicional Caiçara da Enseada da Baleia

quarta-feira 14 de dezembro de 2016

A Enseada da Baleia é uma comunidade tradicional caiçara que vive na Ilha do Cardoso, município de Cananéia, litoral sul paulista. A Ilha, que abrange uma área de 13.500 ha, foi transformada em Parque Estadual no ano de 1962, ocasião em que já residiam no seu interior diversas comunidades caiçaras. A presença das comunidades caiçaras com seu modo de vida integrado à natureza é fundamental para a Ilha do Cardoso manter-se preservada, abrigando extraordinária diversidade biológica e cultural.

A Enseada da Baleia é uma comunidade tradicional caiçara que vive na Ilha do Cardoso, município de Cananéia, litoral sul paulista. A Ilha, que abrange uma área de 13.500 ha, foi transformada em Parque Estadual no ano de 1962, ocasião em que já residiam no seu interior diversas comunidades caiçaras. A presença das comunidades caiçaras com seu modo de vida integrado à natureza é fundamental para a Ilha do Cardoso manter-se preservada, abrigando extraordinária diversidade biológica e cultural.
Por muito tempo a Comunidade da Enseada da Baleia sobreviveu exclusivamente da pesca que, com o passar do tempo, foi se tornando escassa levando-a a buscar outras formas de subsistência. Passou, então, a desenvolver o turismo de base comunitária que é hoje uma das principais atividades da comunidade, além de uma alternativa ao turismo convencional, atendendo a um só tempo ao anseio de preservação da biodiversidade, ao fortalecimento do modo de vida tradicional e à geração de renda.
Na perspectiva do desenvolvimento sustentável, a comunidade ainda retomou práticas tradicionais, como a comercialização de peixe seco e buscou empreender com novas atividades, como a confecção de roupas artesanais.
Atualmente, o grupo de Mulheres Artesãs da Enseada da Baleia congrega todas as mulheres da comunidade, que desenvolvem, em conjunto, roupas, acessórios e objetos de decoração que remetem ao seu cotidiano. Com o reaproveitamento de redes de pesca descartadas fazem da sustentabilidade um princípio fundamental na criação das peças artísticas.
Não obstante tratar-se de área protegida, extremamente preservada, a Ilha do Cardoso vem, já há algum tempo, sofrendo intenso processo erosivo que promete mudar a barra do Canal do Ararapira para o local onde hoje se encontra a Comunidade da Enseada da Baleia. Esse processo erosivo foi intensificado com as fortes ressacas que atingiram o litoral sul paulista nos últimos meses de 2016, impondo a necessidade de remoção imediata da comunidade do local. A estreita faixa de areia que separa o canal do mar aberto (hoje com apenas dois metros) encontra-se extremamente frágil e pode romper-se a qualquer momento, colocando em risco a integridade física dos moradores da Enseada.
Por outro lado, a esperança, a união, e a força dessa comunidade não são frágeis como o cordão litorâneo que a ameaça, pelo contrário, possuem bases familiares e culturais fortes que jamais se romperão. E assim, a comunidade sempre unida, pretende reconstruir suas casas em um novo lugar.

Uma nova Enseada surgirá!

A nova construção será ao Sul do Marujá, a seis Km da Enseada da Baleia de hoje, a área escolhida leva histórico de laços familiares, já que a Erci Malaquias (matriarca da comunidade) viveu parte da adolescência nessa área, sendo dela a primeira moradia onde terá espaço suficiente para abrigar todos os familiares em caso de emergência, até que todas as moradias estejam construídas.
A construção das novas casas é urgente devido à necessidade de imediata remoção, a autorização para realocação das famílias já está autorizada pelo Estado, mas infelizmente, até o momento, o Estado não reportou recursos pra isso.
Mas para que isso aconteça, a comunidade precisa da sua ajuda!
Sua doação é fundamental para que as famílias possam reconstruir seus lares e a comunidade possa se reestabelecer com esperanças num futuro melhor. As doações são espontâneas e podem ser feitas por meio de depósito na conta da Associação dos Moradores da Enseada da Baleia, no Banco Bradesco - 237, Agência 5988, Conta Poupança 1000665-1. Quem eventualmente deseje obter recibo da doação, pode entrar em contato conosco pelo Facebook ou com a própria comunidade através do telefone (13) 997719708.
Estamos com uma campanha no site Benfeitoria! Se você ainda não ajudou, essa é a hora de ajudar, ganhar recompensas e colaborar para que a tradição local não acabe! A sua divulgação também é fundamental para que esse projeto atinja as metas e a comunidade consiga se reerguer! Acesse: https://benfeitoria.com/ajudeanovaenseada. Divulgue! A força do coletivo sempre vence! #ajudeanovaenseada #benfeitoria.


Rua Antonio Colaço de Souza, 120
Carijo - Cananéia / SP
Telefone: (13) 3851-1201
e M w C B