Página inicial > Notícias > Conselhos

Conselhos

quinta-feira 17 de março de 2016

Ações em Conselhos de Unidades de Conservação

Reunião do Conselho Consultivo da Área de Proteção Ambiental Cananéia, Iguape Peruíbe

Na reunião do dia 25 de fevereiro, às 9h30, no Instituto Chico Mendes em Iguape, foi aprovado o Plano de Manejo, que serve para orientar o trabalho na gestão da unidade. A ideia é divulgar nas comunidades que pertencem à PACIP como ficou o plano, através de palestras e possíveis cartilhas.
Sobre o Valo Grande o Conselho deve se posicionar sobre o fechamento aos poucos, por comportas, ou fechamento total, isso gera dúvidas e faltam estudos que possam verificar a melhor estratégia, pois não pode ficar aberto e continuar recebendo entulhos e dejetos ao longo do Rio Ribeira de Iguape. Quaisquer ações vão mexer com a pesca e os ribeirinhos, além da fauna e flora marinha do canal. Os órgãos de pesquisa deverão apresentar posições sobre o caso.
A renovação do Conselho será em julho e as entidades como associações e Ong’s e representantes municipais, estaduais e federais deverão apresentar interesse até junho para fazer parte do conselho da unidade.
"Nesse conselho é importante participarem comunidades tradicionais como caiçaras, quilombolas, indígenas, pescadores tradicionais, pois sem elas a unidade não tem sentido”, afirma Gisele Villar, membro do Conselho.

Conselho Consultivo da Área de Proteção Ambiental Marinha do Litoral Sul (APAMLS) e Área de Relevante de Interesse Ecológico do Guará - ARIE do Guará

Em reunião no dia primeiro de março, às 13h30, na sede da Colônia de Pescadores Z-9 “Apolinário de Araújo”, em Cananéia, foi aprovada a Moção para regularização das carteirinhas de pescadores artesanais, depois que o Ministério da Pesca se extinguiu o MAPA - Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimentos ficou responsável de fazer a regularização das carteirinhas, mas isso não está acontecendo e os pescadores estão irregulares. Só em Cananéia 68 pescadores iniciais estão esperando a Colônia emitir o protocolo, mas o mesmo não vale para os órgãos fiscalizadores.
Também foi aprovada a Moção questionando a Fundação Florestal sobre o problema dos pescadores que pertencem à unidade.
O Plano de Manejo está no processo de contratação da empresa para terminar o plano, já que foi iniciado por outra empresa em 2013, mas não teve continuidade. Na época a primeira empresa fez alguns trabalhos e como os diagnósticos da pesca artesanal, industrial e pesca amadora dos três municípios, sendo que a empresa nova dará continuidade aos trabalhos, com contratação até o fim de março.
Teve ninhal na ARIE do Guará que fica na ponta norte da Ilha Comprida, de dezembro a fevereiro. A unidade acompanhou o processo de anilhamento dos filhotes e fez algumas contagens de aves do Guará. Já faz muito tempo que os guarás não estavam usando a área para ninhal, isso mostra um ponto positivo.
"É importante a participação das entidades e associações principalmente de pescadores artesanais, a conselho não estava tendo quórum para votar as moções urgentes e dar continuidade nos trabalhos da unidade", afirma Gisele Villar, membro do Conselho.


Rua Antonio Colaço de Souza, 120
Carijo - Cananéia / SP
Telefone: (13) 3851-1201
e M w C B